Domingo, 18 Junho 2017 17:46

106 anos de Assembleia de Deus no Brasil

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

No início do século XX um grande reavivamento varreu o mundo especialmente na América do Norte. Em 14 de Abril de 1906 em um prédio que fora da Igreja Metodista Episcopal Afro-americana, localizado na rua Azusa em Los Angeles (Estados Unidos), os participantes de uma reunião liderados por William Joseph Seymour foram cheios no Espirito Santo de Deus, assim como os discípulos de Jesus foram durante a Festa Judaica do Pentecostes descrita no livro de Atos capítulo 2.

 

Pessoas do mundo inteiro foram para lá ver o que estava acontecendo e algumas destas pessoas acabaram cheias do Espirito Santo.

 

Em 1910 os dois suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, orientados pelo Espírito Santo, partiram dos Estados Unidos na embarcação chamada Clement e chegaram no Brasil desembarcando na cidade de Belém do Pará onde iniciaram esta grande obra.

 

Ninguém imaginava que Gunnar e Daniel estavam prestes a iniciar um movimento que alteraria profundamente o perfil religioso do Brasil por meio de pregações sobre o evangelho de Jesus Cristo e sobre o Batismo no Espírito Santo. No início ficaram abrigados na igreja Batista de Belém do Pará onde faziam suas reuniões de oração.

 

No dia 12 de junho 1911, enquanto orava, Celina de Albuquerque, membro da igreja Batista de Belém, foi a primeira crente a ser batizada pelo Espírito Santo e o fato teve repercussão imediata na igreja Batista. [1]

 

Em 13 de junho, numa terça-feira, foram excluídos 13 membros da igreja devido a estarem abertos ao ensino pentecostal, os quais são:

1.    Manuel Maria Rodrigues, ex-secretário;

2.    José Plácido da Costa, que ocupara o cargo de moderador;

3.    José Batista de Carvalho, ex-tesoureiro;

4.    Antônio Mendes Garcia;

5.    Lourenço Domingos;

6.    João Domingos;

7.    Maria dos Prazeres Costa;

8.    Maria Pinto de Carvalho;

9.    Alberta Ribeiro Garcia;

10.  Manuel Rodrigues Dias;

11.  Jerusa Rodrigues.

12.  Celina Cardoso de Albuquerque

13.  Maria de Jesus Nazaré

 

O secretário da igreja depois de anotar esses nomes, deixou para o fim os nomes de Celina Cardoso de Albuquerque e Maria de Jesus Nazaré, que, ao mencioná-los, fez chamando-as de “as profetisas”. Gunnar Vingren e Daniel Berg também foram afastados da igreja. [1]

 

As igrejas existentes na época – Batista de Belém do Pará, Presbiteriana, Anglicana e Metodista - ficaram bastante incomodadas com a nova doutrina dos missionários, principalmente por causa de alguns irmãos que se mostravam interessados no ensino pentecostal. [2]

 

Desta forma, sob a liderança dos missionários, os crentes batistas que aceitavam a doutrina pentecostal foram convocados a comparecer à casa onde se instalava a congregação batista na Cidade Velha, à Rua Siqueira Mendes nº1-A, residência da irmã Celina Albuquerque, para se reunir no dia 18 de junho de 1911, num domingo. Presentes estiveram onze irmãos excluídos no dia 13 daquele mês, da Igreja Batista, tendo faltado os irmãos Lourenço Domingos e Alberta Ribeiro Garcia. Compareceram, porém, três membros da igreja que não estavam excluídos, que foram Henrique Albuquerque, esposo de Celina; Maria Piedade da Costa, esposa de Plácido e Emília Dias. Além destes, foram arrolados mais quatro irmãos da referida congregação, cujos nomes são os seguintes: Joaquim Silva, Tereza Silva de Jesus, Izabel Silva e Benvinda Silva, todos de uma mesma família. Os três que ainda eram membros da Igreja Batista só foram excluídos no dia 12 de julho depois de que a mesma tomou conhecimento da posição assumida por eles. Quanto aos quatro congregados, não cabia a igreja discipliná-los porque não eram membros da igreja. Ao todo eram 18 pessoas para o início da Missão da Fé Apostólica, que mais tarde passou a se chamar Assembleia de Deus. [1]

 

Segundo dados estatísticos de 2013, as Assembleias de Deus possuem 64 milhões de membros espalhados no mundo e 363.450 ministros, divididos entre 351.645 igrejas e presentes em 217 países.

 

O Brasil é o país com maior número de membros, são 22,5 milhões de membros, de acordo com as estimativas da igreja nos EUA, seguido pela Coreia do Sul com 3,1 milhões [3].

 

Na América Latina e Caribe, o número de membros chega a 28,8 milhões, o equivalente a 45% do total de assembleianos presentes no planeta. Estes números são alcançados graças ao grande avanço da Assembleia de Deus no Brasil, que detém um pouco mais de 78% desse total. As estimativas apontam ainda mais de 35 mil ministros e mais de 100 mil templos espalhados por todo o país [3].

 

 

 

[1] http://www.editoracpad.com.br/assembleia/historia.php?i=125 . Acessado em:18/06/2017

[2] http://www.editoracpad.com.br/assembleia/historia.php?i=2 . Acessado em:18/06/2017

[3]http://agchurches.org/Sitefiles/Default/RSS/AG.org%20TOP/AG%20Statistical%20Reports/2012/Online%20Stats%202012.pdf. Acessado em:18/06/2017

Lida 221 vezes Última modificação em Domingo, 18 Junho 2017 21:59

Main Menu